Home / Publicações / Legislação / Logística-portuária / Cecafé debate adequação da emissão dos certificados de origem da OIC com o governo

Cecafé debate adequação da emissão dos certificados de origem da OIC com o governo

O Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) participou, hoje, em Brasília (DF), de reunião com os Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e das Relações Exteriores (MRE) e com a Coordenação Geral de Administração Aduaneira da Receita Federal (COANA/RF) para debater a adequação da emissão dos certificados de origem da Organização Internacional do Café (OIC) ao novo sistema de comércio exterior do país.

Segundo o diretor técnico do Cecafé, Eduardo Heron Santos, a entidade apresentou propostas para a adequação das emissões ao novo processo de comércio exterior nacional. “A intenção é atendermos às exigências do Acordo Internacional do Café e encontrarmos um caminho que elimine etapas e se transforme em um processo digital mais rápido e menos burocrático para a emissão dos certificados”, destaca.

O diretor geral do Conselho, Marcos Matos, recorda que o novo sistema foi implantado em julho, atendendo às normas da Organização Mundial das Aduanas (OMA), que visa à otimização e à desburocratização dos processos de importação e exportação do Brasil, permitindo maior agilidade e competitividade com a adoção do conceito “Porto sem Papel”.

“Esse processo de exportação é realizado por meio de Declaração Única de Exportação (DU-E) e busca adequar o controle aduaneiro e administrativo ao processo logístico das exportações, de forma a realizá-los de maneira eficaz e segura, porém sem causar atrasos desnecessários ao fluxo das exportações”, conclui.

2018-08-23T16:10:13+00:0023 de agosto de 2018|Seção: Logística-portuária, MAPA, Notícias, Publicações|Assuntos: , , , , , , , , , |

Deixe um comentário