Home / Publicações / Notícias / Cecafé e Exportadora Guaxupé inauguram Laboratório Digital em Caconde (SP)

Cecafé e Exportadora Guaxupé inauguram Laboratório Digital em Caconde (SP)

O município de Caconde, no Estado de São Paulo, foi agraciado, em 6 de setembro, com o Laboratório Digital, uma iniciativa do Programa de Responsabilidade Social do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), realizada, nessa ocasião, em parceria com a Exportadora Guaxupé e com apoio da Associação de Bairros de Produtores Rurais de Caconde (Abapruc).

“Esse é mais um investimento do setor exportador de café que objetiva a inclusão digital, o empreendedorismo e a difusão das melhores práticas agrícolas na cafeicultura, com base no currículo de sustentabilidade do café”, revela Marcos Matos, diretor geral do Cecafé, que esteve presente no lançamento em companhia da gestora de sustentabilidade da entidade, Lilian Vendrametto.

O Laboratório Digital de Caconde-SP foi apresentado pelos parceiros como o primeiro Polo Café Sustentável, que é caracterizado por ações multistakeholder com vistas ao desenvolvimento das regiões sustentáveis. O trabalho também tem envolvimento de instituições como Senar, Sebrae, CATI, Plataforma Global do Café (GCP) e Prefeitura Municipal de Caconde.

POLO CAFÉ SUSTENTÁVEL
Com base em auditoria dos laboratórios digitais realizada em 2016, o Cecafé renovou dois de seus bens sucedidos programas, o Criança do Café na Escola e o Produtor Informando, unificando-os no Polo Café Sustentável. A partir daí, foi realizada a revitalização dos laboratórios digitais, fortalecendo as ações de sustentabilidade na cafeicultura nacional.

O Polo representa a zona de influência regional das ações de sustentabilidade, abrigadas, na maior parte das vezes, nos laboratórios digitais. O foco são as pessoas que interagem com a produção de café, como crianças, por meio da educação e da inclusão digital; professores, com a capacitação para discussão dos temas em sala de aula; jovens, através da sucessão familiar e do empreendedorismo; e produtores, com ênfase nas boas práticas agrícolas e na sustentabilidade da produção.

Um comentário

  1. jose armando borges bazili 13 de setembro de 2018 em 10:30 - Responder

    Onde fica e como ter acesso aos serviços do laboratório?

Deixe um comentário