De acordo com o relatório do 2º levantamento da safra 2019/2020 da CONAB, a produção de café no Brasil deverá ser menor por influência da bienalidade negativa nos cafezais, estimando-se o volume em 50,92 milhões de sacas beneficiadas.

Quanto à área em produção, a tendência também é de redução em relação à temporada passada, podendo diminuir 1,1% e atingir 1.842,9 mil hectares, enquanto a área em formação aumentou 8,7% em relação à safra passada.

A produção do arábica está estimada em 36,98 milhões de sacas, representando redução em comparação ao volume produzido na safra passada de 22,1%. Minas Gerais, Estado responsável por mais da metade do volume colhido no país, poderá alcançar 26,44 milhões de sacas.

Para o conilon foi estimado o volume em 13,94 milhões de sacas, também sinalizando diminuição de 1,7%. Essa projeção se deve, sobretudo, à expectativa de redução na produção da Bahia e de Minas Gerais, que reduziram área.