De acordo com o relatório do 4º levantamento da safra 2019/2020 da CONAB, a produção brasileira de café foi estimada em 49,31 milhões de sacas 60Kg, decréscimo de 20% em comparação aos números de 2018, influenciada pela bienalidade negativa do café arábica somada à diminuição da área destinada à produção.

Na comparação com a última safra, observa-se a redução total de 1,2% na área cultivada, tanto para arábica quanto para o conilon, alcançando 2,13 milhões de hectares.

Com relação a produtividade a média estimada foi de 27,2 sacas/hectares, 17,8% menor em relação a 2018, decorrentes de intempéries climáticas ocorridas em regiões de maior produção.

A produção de arábica foi estimada em 34,3 milhões de sacas, com uma redução de 27,8%. Já o conilon alcançou 15 milhões de sacas colhidas, com um aumento de 5,9% em relação ao ano de 2018.