De acordo com o relatório do 3º levantamento da safra 2019/2020 da CONAB, A safra 2019 prevê, em quase todas as regiões produtoras de café do país, a influência (sobretudo no café arábica) da bienalidade negativa, estimando assim uma produção menor que aquela obtida em 2018, devendo alcançar 48,99 milhões de sacas beneficiadas.

Quanto à área em produção, a tendência também é de redução em relação à temporada passada, diminuindo 2,8%, e estimada em 1.812,8 mil hectares.

A produção do arábica está estimada em 34,47 milhões de sacas, representando redução em comparação ao volume produzido na safra passada, de 27,4%.

Para o conilon foi estimado o volume em 14,52 milhões de sacas, sinalizando aumento de 2,5%